quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Relato: pescaria no Córrego Azul de caiaque


No último final de semana fui tirar o atraso das minhas pescarias, afinal fazia mais de 2 meses que eu não ía pescar.
A causa dessa falta de pescaria é fácil de entender, é bem compreensível, basta ver uma foto:


Cheguei no condomínio no sábado, passei o dia em família churrasqueando. Por volta da 17h30 resolvi dar uma caída rápida no Córrego Azul, afluente do Rio Tietê, em Araçatuba. E foi boa, em 2 horas de pescaria peguei 14 tucunarés, alguns de bom tamanho. Levei alguns deles para um sashimi fresco, pena não ter fotografado pois ficou bonito e apetitoso.

Fotografei apenas alguns tucunarés, como o tempo era curto, não queria perder muito tempo com as fotos.



Ainda fui presenteado com este por do Sol. Quem diria que no dia seguinte (domingo) seria aquela chuvarada !




Meu pai saiu para pescar corvina e no final do dia fisgou uma boa, com 3,5 kg



No domingo, a galera (Ronaldo, Douglas e Junior (no caiaque Duplo) , Marcelo90, Ricardo Carneiro ) chegou bem cedo no condomínio. Antes das 8h estávamos remando, sentido rio Tietê e contra o vento.





As capturas estavam escassas, mas saíram alguns pequenos tucunarés. A maioria não fotografada, e todos soltos.




O Douglas e o Junior pegaram alguns tucunas de tamanho mediano, mas os maiores do dia. O Jr foi estreante na modalidade, e o pé quente da pescaria !





O melhor da pescaria, além do encontro com os amigos, foi o churrasco ! Sempre muito divertido; a fome era tanta que deixou o momento ainda mais especial . Fizemos a pausa para o rango por volta das 13h, apos +- 6 km de remada.


O Churrasqueiro




Após as 14h30 o céu desabou ! Muita chuva ! Até aguardamos um pouco a chuva diminuir, mas sem muita melhora zarpamos. Fizemos o percurso de volta debaixo de muita chuva, mas nem por isso desanimamos da pescaria. Ainda pegamos alguns exemplares.

A maior surpresa foi a companheira que o Marcelo90 carregou no bagageiro do caiaque durante todo o percurso de volta, sem notá-la. Uma cobrinha com +- 1,5m que provavelmente entrou no caiaque enquanto churrasqueávamos. Para sorte dele era uma jibóia (não peçonhenta) e para a sorte dela, somos pescadores conscientes e ecológicos, deixando ela viva e solta no brejo.





Encerramos a pescaria com um  rally nos 5-6 km de estrada de terra que enfrentamos pela frente ! Houve momentos em que meu celtinha andava de lado !!  Foi tenso !!
Saí renovado mais uma vez  !!

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Essa com certeza foi uma boa pescaria, só de ver as fotos e ler como foi a pescaria, certamente foi uma boa pescaria... Pescar é se sentir livre, poder contar aos amigos sobre as aventuras reais, comer o peixe fresco, são momentos inesquecíveis. grande abraço doutor!!!

      Excluir
  2. Valeu Washington !! Realmente, apesar de poucos peixes foi uma ótima pescaria !!
    Abraço e obrigado pela visita !

    ResponderExcluir
  3. Sou da zona norte de são Paulo e queria saber como chegar e qual o gasto que vou ter para pescar . nesse lugar.

    ResponderExcluir
  4. Sou da zona norte de são Paulo e queria saber como chegar e qual o gasto que vou ter para pescar . nesse lugar.

    ResponderExcluir