quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

CLUBE CORINTHIANS POLUÍ VÁRZEA DO RIO TIETÊ E RECEBE MULTA DE R$ 1 MILHÃO



A recente gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) está cobrando do Corinthians uma multa de R$ 990 mil por danos ambientais causados na várzea do Rio Tietê, na altura do Parque Ecológico, na zona leste de São Paulo. A autuação foi feita em maio de 2010, mas o processo ficou parado e o valor jamais foi cobrado pelo ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD).


A multa havia sido aplicada pela pasta do Verde após o Estado revelar que o clube de futebol estava despejando entulho em uma área de preservação na várzea do rio, durante as obras no seu novo centro de treinamento.

A construção, feita na época sem licença ambiental, chegou a ser embargada pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) por 12 dias. Só houve nova liberação após o clube apresentar à Prefeitura uma proposta de ajustamento de conduta, rejeitada somente agora, quase três anos depois.

Denúncia

A denúncia contra o Corinthians foi feita à Polícia Ambiental por moradores e ONGs em abril de 2010. Vizinhos relataram que o entulho jogado para fora do terreno onde ocorriam as obras do centro de treinamento chegou a encobrir dois campos de futebol usados pela comunidade. Parte de um córrego que passava ao lado do CT também teria sido aterrado pelos escombros da obra, segundo vizinhos explicaram no inquérito policial 53/10, aberto pela Delegacia Estadual de Meio Ambiente.

Procurada, a Cetesb informou que a infração nesse caso cabe apenas à Secretaria Municipal do Verde – nenhuma sanção do órgão estadual é possível, segundo Assessoria de Imprensa da companhia.



Fonte: http://sosriosdobrasil.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário