quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Relato: Pescaria rápida no rio Tietê - 21 de novembro

Como trabalhei bastante na semana anterior, resolvi tirar a segunda-feira de folga e após o almoço fui molhar a bunda no caiaque.

Fui ao Rio Tietê, e o meu ponto de embarque foi ao lado da ponte na Rodovia Elyeser Montenegro Magalhães. Quem conhece a região vai se lembrar de um ponto onde existe uma empresa de extração de areia.



O pessoal até que foi muito receptivo, com aquelas tradicionais dúvidas sobre a pesca com caiaque. Acharam bem interessante e deixaram o local a disposição.

Remei sentido oeste (descendo o rio). Alguns locais deixei para pescar no retorno e segui remando. Eu só não sabia que ía ser surpreendido por uma ventania, o que impediu de pescar nesses locais deixados para o final.

Segue o Mapa

 
O primeiro a dar as caras foi um pequeno tucunaré


Um tuiuiú, ave símbolo do pantanal. Tem aproximadamente 1 metro de altura e sua envergadura pode chegar a quase 3 metros.


Outros tucunarés vieram



E um tucunaré azul na faixa de 600g ( Isca Rapala X-RAP Deep)

 E uma coloração incrível



As piranhas também atacaram minhas iscas, mas fotografei apenas essa. Essa mesma isca que capturei a piranha (X-RAP deep), algumas horas mais tarde iria embora no beiço de uma piranha, que cortou minha linha.


No meio da tarde encontrei este lugar lindo, que parecia um berçario de peixes. Muitos peixes pulando, mas quase impossível de jogar a isca de tantas algas.


Começei meu retorno ao ponto de partida. Vi alguns peixes pulando na beirada, arremessei em cima. Um grande peixe saiu no sentido contrário da isca riscando a água (que coisa linda !). E um outro juntou na minha isca.


E mais um tucunaré, capturado com o Spinner da MS


O último ataque foi o maior tucunaré do dia, por volta de 1 kg. Dizem que o maior sempre escapa, né, e foi o que aconteceu...escapou no momento de embarcar. Valeu pela briga !

Logo depois começou a ventania, ondas, poeirão e tive que bater em retirada. Minha imensa sorte foi que o vento estava a favor do percurso de volta, força do vento somado às ondas me trouxeram rapidinho de volta.





Até a próxima !!!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Mais uma pescaria no rio Tietê - realizada 07 de novembro de 2011

Depois de 1 mês sem ir pescar, a vontade era imensa. A previsão do tempo não era das melhores...previsão de episódios de chuva a qualquer momento ( 14 mm de chuva) e 11 km/h de vento. Para piorar, uma sinusite me pegou nos últimos dias. Mas não é isso que iria me segurar...antibiótico no bucho  e fui buscar o caiaque no rancho.
A manhã começou com um chuvisqueiro e um pouco de lama na estrada, mas logo melhorou.


Sempre pesco no Córrego Azul, mas eu queria conhecer algo diferente. Depois de uma conversa com o Marcelo90, resolvi desbravar em Santo Antônio do Aracanguá.
Perguntei na cidade por onde eu poderia ter acesso ao rio, um rapaz me explicou mas errei o caminho e peguei uma outra estrada. No caminho perguntei novamente e me falaram: " uns 7 km adiante tem a ponte do Lambari". Pronto é para lá que eu vou, pensei.

As 9:30 caiaque estava na água. O clima nublado, mas bastante agradável. Ao fundo, a ponte do Córrego  Lambari.


Achei que na região tinha muitas algas no fundo, com locais de difícil arremesso, mas segui remando até o encontro do rio Tietê.

Iniciei com a isca Inna Pro Tunned 7.
As primas foram as primeiras. Esta pequei pelo lombo, eu deu uma boa corrida.



Resolvi testar o spinner e me rendeu um bom tucunaré amarelo. Foram tantas fotos que o danado resolveu não subir no caiaque. Escapou ali mesmo.


Mais alguns tricks e primas com o spinner

Com outro spinner.  E o coitadinho teve o rabo mordido pelas piranhas.


Fui variando as iscas. Agora com a X-RAP 8

E com a Minnow 3D 

E mais um bonzinho (na faixa de 600g) com a mesma isca




Depois de muitos pequenos tucunarés capturados neste local, resolvi aumentar o tamanho da isca. Tem gente que usa a teoria: isca grande, peixe grande.

Não deu muito certo !


Esta paisagem me chamou a atenção, resolvi fazer uma boquinha. Infelizmente uma boiada de nelore me deu uma carreirão !! Vazei rapidinho.

Ainda deu tempo de fotografar a casa de um dos moradores
  

Depois da pausa, troquei mais uma vez de isca, e com essa fui até o final da pescaria. Isca de meia água com um bonito nado. Me rendeu muitos tucunarés (tricks). Acho que só com essa isca devo ter capturado pelo menos uns 15 tucunarés e umas 5 piranhas. A maioria dos peixes não foram fotografados porque chega uma hora que cansa !!



Mais uma tucunaré amarelo, na faixa de 600-700 gramas.





E quando retornava ao ponto inicial, resolvi dar mais umas pinchadas. Fui presenteado com um tucunaré azul de respeito, que considero grande para a região: +- 1,2  a 1,5 kg e 44 cm.





Saldo aproximado da pescaria

10-15 piranhas
+- 25 pequenos tucunarés
3  tucunarés médios (500-700g)
1  tucunaré azul de 1,2-1,5 kg

e a alma lavada !!

OBS: todos os peixes foram soltos para proporcionar emoção a outros pescadores !!

domingo, 6 de novembro de 2011

Tubarão com um só olho

Recentemente, um filhote do tubarão cabeça chata foi retirado morto da barriga de uma fêmea, no México. o fato deixou muita gente intrigada !
O tubarão possuia apena um olho, malformação conhecida com ciclopia. Além disso ele era albino.

Cientistas confirmaram a veracidade do fato.




Se o clima permitir amanhã vou dar uma pescada !!!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Vídeo: Baleia jubarte abocanha peixes a poucos metros de surfista



Uma mulher levou um grande susto com baleias que têm nadado na costa de Santa Cruz, na Califórnia, Estados Unidos. Ela estava em cima de uma prancha, nadando em direção a um caiaque, quando duas jubartes saltaram da água a poucos metros dela. A incrível cena foi registrada em vídeo por Barbara Roettger.

Homem com caiaque quase é atingido por baleia jubarte


O americano Alan Brady navegava em um caiaque quando foi surpreendido por duas baleias jubarte a poucos metros de distância, em Santa Cruz, no estado da Califórnia. Por poucos metros não ocorreu um acidente.


A foto foi feita pelo fotógrafo Paul Schraub.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Apreendido mais de 2 toneladas de peixes pescados no rio Tietê e rio Piracicaba



Poucas horas antes do início da Piracema (na noite de 31/10/2011), em operação da Polícia Militar Ambiental, foram apreendidos esta grande quantidade de pescado em Anhembi (SP). 


Os policiais abordaram um caminhão numa rodovia da região. Ao verificar a carga, eles constataram que exemplares de algumas espécies como corimbatá, piava e corvina eram de pequeno porte, em desacordo com a legislação. A forma de transporte também estava irregular. O pescado seria comercializado na capital.

Eles foram pescados no Rio Piracicaba e também no Tietê”, diz o soldado Eli José Albuquerque Filho.
O condutor foi levado para a Delegacia da Polícia Civil de Anhembi e recebeu multa no valor de R$ 2,05 milhões. Ele poderá entrar com recurso. Os peixes apreendidos foram entregues ao zoológico de Piracicaba e serviriam de alimento para os animais.