terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Morte de peixes no Mato Grosso do Sul

 A Polícia Militar Ambiental e o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul investigam a morte de milhares de peixes no rio Negro, no município de Aquidauana, na região do Pantanal.


Moradores da região identificaram cardumes de pintados, cacharas, dourados, piaus, piranhas, tuviras, sardinhas, arraias,  pacus entre outras.
 


Suspeita-se que  queimadas realizadas podem ser a causa. As chuvas levam para dentro do rio as cinzas resultantes da queima, o que pode ser tóxica e diminuir a oxigenação da água. Outra hipótese é a diminuição da oxigenação da água, em decorrência da decomposição de material orgânico submerso durante os períodos de cheia (fenômeno chamado de decoada). 




O rio Negro é um dos principais afluentes do rio Paraguai e é considerado berçário de reprodução de peixes. O rio é protegido como reserva de recursos pesqueiros. A única modalidade de pesca praticada na região é o pesque-solte, determinada através de um decreto estadual.

Um comentário:

  1. Enquanto muitos morrem de fome, os ricos poluem os rios e matam alimentos de milhares, como os africanos! Porém sabemos que estes são sinais da volta de Cristo! Só crê quem O espera!

    ResponderExcluir