sábado, 11 de setembro de 2010

Estaleiro no Rio Tietê - em Araçatuba



O Estaleiro Rio Tietê, projeto do consórcio formado pelas empresas Rio Maguari S.A. / SS Administração e Estre Petróleo, venceu licitação para construir a nova frota hidroviária da Transpetro, que irá viabilizar o transporte fluvial de etanol na hidrovia Tietê-Paraná. O acordo, estimado em US$ 239,1 milhões (R$ 432,3 milhões), prevê a construção de 20 comboios e 80 barcaças.



De acordo com a Transpetro, o estaleiro será construído na cidade de Araçatuba (SP), às margens da Hidrovia Tietê-Paraná. As obras do estaleiro começarão no início de 2011 e a nova frota de 20 comboios já começará a ser entregue a partir do último trimestre de 2011.



O projeto da hidrovia, integrante do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), prevê que o transporte fluvial de etanol na região seja iniciado em 2013. "Cada comboio será formado de quatro barcaças e de um empurrador, com capacidade para transportar 7,6 milhões de litros. Quando totalmente operacional, o volume anual transportado deverá chegar a 4 bilhões de litros", destaca a Transpetro.

A projeção é que surjam 500 empregos diretos e 2.000 indiretos, em média, na construção do estaleiro. No pico das obras, os empregos diretos com a construção chegarão a 700. A operação do estaleiro demandará 300 trabalhadores em média, com a geração de mais 1.200 empregos indiretos. Já os comboios gerarão 400 empregos diretos e 1.600 indiretos na operação.



A expectativa da companhia é de que a nova frota substitua o equivalente a 40 mil viagens de caminhão por ano, com ganhos ambientais, econômicos e de segurança. O transporte hidroviário emite um quarto do CO2 e consome vinte vezes menos do combustível utilizado pelo rodoviário para uma mesma carga e distância", diz a Transpetro.




O etanol será transportado das regiões Centro-Oeste e Sudeste para a Refinaria de Paulínia.


Espero que lembrem do lado ambiental, quais precauções e quais medidas serão adotadas em caso de acidente com uma barcaça. Qual seria o impacto ambiental ??

Nenhum comentário:

Postar um comentário