sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Prefeitura de Barcelos cobrará taxa por dia para a pesca



Para quem gosta ou planeja de ir atrás dos grandes tucunarés-açu de Barcelos, saiba que agora a pescaria que já não é barata aída ficou mais cara.

O município é um dos principais paraísos dos pescadores esportivos na região amazônica (399 km de Manaus),atraindo principalmente pescadores que vão a procura do tucunáré-açu, que podem chegar a mais de 10 kg.

Apartir de 1 de setembro, a prefeitura de Barcelos vai iniciar a cobrança de uma taxa de R$ 38,31 por dia aos turistas que praticam a pesca na região, independete da quantidade de peixe.

As novas regras foram anunciadas, na tarde desta quinta-feira, pelo prefeito de Barcelos, José Ribamar Beleza. Ele informou que o sistema de cobrança é amparado pela Lei municipal 502 de 3 agosto de 2010 e segue o mesmo modelo de um programa existente em Fernando de Noronha, em Pernambuco.

No ano passado, cerca de cinco mil turistas visitaram o município. Em média eles permaneceram cinco dias. Estima-se uma arrecadação de mais ou menos 1 milhão de reais por ano.

Segundo Rivas, os turistas internacionais são os que mais visitam o município para praticar a pesca. Ele informou que o tucunaré é o peixe mais cobiçado e é conhecido como ‘peacock’.



De acordo com a lei municipal de Barcelos, ao desembarcar na cidade, os turistas serão encaminhados ao Centro de Atendimento do Turista (CAT) para serem cadastrados. Após informar os dias previstos de permanência, receberão uma pulseira de cor verde, identificando-o como turista autorizado à pesca. O pagamento poderá ser feito via cartão de crédito, boleto bancário e transferência bancária.

Antes de sair do município, o turista deve voltar ao CAT, onde será verificado se ele permaneceu além do período previsto, para, se for o caso, pagamento de diferença. A fiscalização será feita por agentes do próprio programa que irão verificar se os pescadores estão com a pulseira obrigatória.

Os turistas flagrados sem a pulseira verde, ou seja não cadastrados, serão multados em R$ 500 pelo descumprimento da legislação e em caso de reincidência, segundo a prefeitura, o valor da penalidade poderá chegar a R$ 1 mil.

Só acho a taxa um pouco pesada, deveria ser mais barata e com um preço diferenciado para os turistas estrangeiros.

fonte: www.amazonasnoticias.com.br

No blog tem uma postagem de um vídeo da captura de um tucunaré-açu de 10 Kg, provavelmente na região amazônica. Postagem de fevereiro de 2010, com o título: O mais empolgado !

Um comentário: