quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Chuva de peixes

Fenônemo curioso, raro e verdadeiro. O último noticiado foi na Austrália, em uma cidadezinha chamada Lajamanu com 650 habitantes. A chuva de peixes ocorreu no mês de março deste ano.
Segundo a notícia do jornal britânico «Daily Mail» os peixes estavam vivos quando chegaram ao solo e os habitantes não perderam a oportunidade de os apanhar.



Não é a primeira vez que os residentes da vila observam este fenómeno. Já nos anos 80 alguns habitantes assinalaram uma chuva semelhante naquela zona.
Os meteorologistas já adiantaram que a causa deste inusitado espectáculo terá sido um tornado.



Um tornado pode ser o responsável pela captura de animais e a posterior queda a grandes distâncias do seu lugar de origem.

Periodicamente, aparecem notícias destes estranhos fenómenos. Os primeiros registos que se conhecem datam do primeiro século d.C. e são do naturalista e cronista romano Plínio, o Velho, que escreveu acerca de tempestades de sapos e peixes.

Em 1861, peixes caíram em Singapura.


Em 1794, soldados franceses estacionados em Lalain, perto de Lille, reportaram sapos a cair do céu durante uma chuvarada.

Em 1873, a «Scientific American» noticiou que a cidade de Kansas, Missouri, ficou coberta com sapos que caíram durante uma tempestade.

Mas do céu não caem só sapos e peixes. Em 1857, uma mulher do Kentucky disse que viu pedaços de carne a cair do céu. As investigações mostraram que a carne era de veado.

Em Junho de 1880 abateu-se uma chuva de codornas sobre Valência.

Uma das chuvas mais curiosas aconteceu em 1940, na Rússia. Um tornado trouxe uma chuva de moedas do século XVI.


Em 7 de Setembro de 1953, milhares de rãs caíram do céu sobre Leicester, em Massachusetts, Estados Unidos.

Em Birmingham ocorreu uma chuva de sapos em 1954.



Em 1968, os diários brasileiros registraram uma chuva de carne e sangue, numa área relativamente grande.

Em 1969, bolas de golfe caíram em Punta Gorda, Florida.

Em 1976, na localidade de San Luis Obispo, Califórnia, choveram pombos durante dois dias.

Em 1978, choveram caranguejos na Nova Gales do Sul, na Austrália.

Em 2002, choveram peixes numa aldeia nas montanhas do interior da Grécia.

Em 2007, choveram pequenas rãs em El Rebolledo (província de Alicante, Espanha).

No Brasil, o último relato foi em Paracatu-MG. A chuva de peixes que ocorreu no dia 14 de fevereiro de 2007, nesta pequena cidade do interior de Minas Gerais.


Nesse final de semana estarei visitando a EXPOPESCA 2010 em São José do Rio Preto, e na semana quue vem farei uma postagem sobre a feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário